19 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
15/03/24 às 18h35 - Atualizado em 15/03/24 às 18h36

Operação de combate à dengue retirou cerca de 145 toneladas de inservíveis na Asa Norte

COMPARTILHAR

Uma operação de combate a possíveis focos da dengue e de conscientização da população retirou entulhos, lixos e inservíveis das quadras 701 a 710 da Asa Norte. A ação é realizada desde janeiro e, nesta semana, recolheu 145 toneladas de resíduos das áreas públicas da região. A previsão é que as quadras 400 e 900 das asa Sul e Norte e o Noroeste sejam contemplados com a iniciativa nas próximas semanas.

Apenas nesta sexta (15), na Asa Norte, cerca de 50 toneladas de resíduos foram retirados das ruas, entre eletrodomésticos, latas, garrafas, vasos sanitários, lixo verde, pneus velhos. A operação também contou com aplicação de larvicida em possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.

O administrador do Plano Piloto, Valdemar Medeiros, diz que, além das visitas domiciliares e da inspeção de terrenos, foi disponibilizado aos moradores o despejo de materiais inservíveis das casas, que foram recolhidos por equipes da administração regional.

“O objetivo é incentivar o morador a fazer o descarte adequado desses tipos de materiais, que muitas vezes estão armazenados no fundo do quintal, podendo acumular água e servir de criadouro para o mosquito. A ação é realizada desde janeiro e a previsão é que continue na região”, ressaltou Valdemar Medeiros.

Morador da Asa Norte há 45 anos, Euclides de Souza, 70, elogiou o trabalho realizado pelas equipes do GDF e reforçou a importância de a população colaborar no combate à dengue. “Acho muito importante esse trabalho de visitar as casas. Muitas vezes não temos onde jogar estes materiais, que acabam se acumulando. Mas não adianta a administração fazer esse serviço e a população não ajudar. É preciso que todos tenham consciência de descartar o lixo da maneira correta e evitar deixar água parada no quintal”, alertou.

A operação, com o do programa GDF Presente, Vigilância em Saúde, Novacap, SLU, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e DF Legal, tem passado pelas vilas Planalto e Telebrasília, pelas asas Sul e Norte, e pelo Noroeste.

Texto: Kleyton Jacob/RA-PP
Fotos: Matheus Ferreira/RA-PP

Mapa do site Dúvidas frequentes