28 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
18/07/23 às 8h26 - Atualizado em 18/07/23 às 8h33

Estão abertas 230 vagas para qualificar pessoas em vulnerabilidade social

COMPARTILHAR

Visando capacitar profissionalmente pessoas em vulnerabilidade social e econômica e em situação de rua, estão abertas 230 vagas em três cursos profissionalizantes ofertados pelo projeto Setor de Capacitação Social. As inscrições são gratuitas e vão até 24 de julho no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

Do total de vagas, são 100 oportunidades para qualificação em assistente de produção. No formato semipresencial, o curso será às terças, quintas e sextas, das 18h30 às 21h30. Outras 100 vagas são para capacitação em comunicação social e marketing semipresencial às segundas, quartas e sextas, das 18h30 às 21h30. Ambas as chances são para pessoas em vulnerabilidade social e econômica.

As outras 30 vagas são para o curso de montagem e operação de evento, que ocorrerá presencialmente às segundas, quartas e sextas, das 14h às 17h. Esse último tem como foco as pessoas em situação de rua do Setor Comercial Sul ou da Área Central de Brasília.

Todos os cursos têm carga horária de 100 horas/aula e serão ministrados no endereço do Instituto Cultural e Social No Setor, que é parceiro do projeto, localizado no Setor Comercial Sul, Quadra 5, Bloco C, Edifício José Haje, sobreloja 70/74.

Os cursos têm carga horária de 100 horas/aula e serão ministrados no endereço do Instituto Cultural e Social No Setor | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

“A qualificação profissional para pessoas vulneráveis é uma das melhores formas de dar dignidade e equidade no âmbito do competitivo mercado de trabalho, pois estabelece o respeito à igualdade de direitos e manifesta o verdadeiro senso de justiça social. Entendo que não há desenvolvimento econômico sem que antes haja o desenvolvimento humano”, analisa o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes.

Participação

Podem se inscrever brasileiros natos ou naturalizados e estrangeiros regulares no país a partir de 18 anos em situação de vulnerabilidade econômica e social, desempregados ou que necessitem do desenvolvimento de habilidades para o mercado de trabalho da economia criativa e cultural. Beneficiários do seguro desemprego também são aceitos.

A pré-matrícula será efetivada por ordem cronológica de inscrição. Quem precisa de auxílio para o preenchimento do cadastro pode ir até a Agência do Trabalhador do Plano Piloto, localizada na 511 Norte, ou à sede do Instituto No Setor.

O resultado final será divulgado a partir de 26 de julho. Os candidatos selecionados deverão comparecer à sede do Instituto ou à Agência do Trabalhador do Plano Piloto entre 26 e 29 de julho para apresentar os documentos comprobatórios. A previsão de início das atividades formativas é 31 de julho. Mais informações pelo WhatsApp (61) 98279-0085 ou no edital de chamamento público divulgado nesta sexta-feira (14) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

Mapa do site Dúvidas frequentes