18 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
3/03/23 às 17h21 - Atualizado em 3/03/23 às 17h21

Jorge Aragão é destaque do DF Cultural neste fim de semana com entrada gratuita

COMPARTILHAR

Com a proposta de valorizar as múltiplas identidades culturais que formam o Distrito Federal, mais uma edição do DF Cultural vai agitar a capital com várias atrações gratuitas neste fim de semana. As apresentações do projeto da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (Secec), em parceria com o Grêmio Recreativo Carnavalesco Cacique do Cruzeiro, serão no Eixo Cultural Ibero-americano, antiga Funarte. A animação de sábado (4) fica por conta do sambista Jorge Aragão.

O projeto vai agradar fãs de arte urbana, forró e samba. É o que promete o mestre do samba carioca, que no último 1° de março completou 74 anos, sendo 45 de carreira. As entradas são gratuitas, mediante retirada antecipada dos ingressos no site Sympla.

“Eu e minha equipe estamos preparando tudo com muito carinho para ser um show especial. Espero que todos gostem, precisamos sempre dessa alegria que a música nos traz”, comenta Aragão. “Minha relação com Brasília é muito forte. Sempre fui para fazer shows e compor. Estive envolvido com os meninos do grupo Coisa Nossa e tenho amigos muito queridos por aí. É uma cidade que realmente posso dizer que estou em casa, no meu quintal”, brinca, em entrevista à Secec.

Na sexta (3), a programação começa com artistas locais, com a presença do DJ Kacá, o grupo de rap Verdade Relatada e, na sequência, outro talento das picapes, o DJ Nauí. Nome de referência do hip hop do DF, o Tropa de Elite aproveita a apresentação para dar o pontapé inicial da turnê nacional do grupo. “Nossa expectativa para esse show é grande porque vamos apresentar músicas novas em inglês e em espanhol, além dos sucessos”, antecipa o rapper Marquim. “Essa apresentação vai abrir a porta da nossa turnê nacional, que começa em abril”, conta.

Crias de Ceilândia, conhecidos por hits nacionais como Opala 71 Azul e O Beck e o Contracheque, Marquim e companhia elogiam a iniciativa da Secec. “O DF Cultural é um projeto que chegou para revolucionar, é um evento onde a inclusão acontece”, elogia o artista. “É um projeto importante, porque a arte e a cultura salvam vidas. Tenho certeza de que vou desconstruir alguns mitos que rolam no meu segmento. Não vejo fronteiras. Se me chamarem de sambista direi que sou pagodeiro, se me chamarem de pagodeiro direi que sou sambista”, endossa Jorge Aragão.

 

 

Forrozeiros em ação

É ainda destaque na programação de sexta o som forrozeiro de Nego Rainner e dos grupos Encosta N’eu e Cuscuz com Leite. “A expectativa é a melhor possível”, diz Patrick Sousa da Silva, produtor do Cuscuz com Leite. “Estamos esperando um grande público e, para isso, preparamos um repertório com muito forró pé de serra, que é a marca da nossa banda, e também músicas atuais puxadas com a nossa pegada de xote e baião”, antecipa o ex-sanfoneiro da banda.

No sábado, antes do “Poeta do Samba” encerrar a segunda e última noite do DF Cultural, sobem no palco, o Alemão do Cavaco e Délcio Luiz.

Para a subsecretária de Difusão e Diversidade Cultural da Secec, Sol Montes, o DF Cultural é uma iniciativa que tem a sensibilidade de trabalhar manifestações artísticas que não só mobilizam a cidade, mas que contagiam gerações por meio de gêneros musicais e manifestações como a cultura urbana, o forró e o samba. Ela conta que muitos artistas deste segmento, sobretudo locais, foram beneficiados com o projeto.

“É um evento que reúne todas as identidades que foram mapeadas pelo projeto, que fez um trabalho de resgate de algumas identidades, sobretudo periféricas, identidades culturais que contribuem e muito para que a nossa cultura local se consolidasse”, destaca a gestora. “Nossa cultura é mesclada, porém com identidade própria, trazendo a vertente do samba, do forró e da arte urbana, dando um lugar de destaque à cultura local que, até então, ficava à margem tanto das políticas públicas como da visibilidade local”, constata.

DF Cultural

Com recursos de R$ 2 milhões, o DF Cultural nasceu da perspectiva de resgatar e enaltecer a importância que os primeiros moradores da capital e do Entorno tiveram na formação de identidade artística local. Uma influência que se fez acontecer por meio das experiências, tradições, memórias afetivas, enfim, da nostalgia cultural trazidas pelos pioneiros de diversas partes do país durante a construção e consolidação da nova capital.

Saiba mais:

Edital DF Cultural

Programação – DF Cultural

Sexta-feira (3)
– Apresentadora: Lushonda
Dj Kacá – 16h às 16h30
Verdade Relatada – 16h30 às 17h20
Dj Nauí – 17h30 às 18h20
Tropa de Elite – 18h30 às 19h30
Cuscuz com Leite – 20h às 21h
Encosta N’eu – 21h30 às 22h30
Nego Rainner – 23h à 0h

Sábado (4)
– Apresentador Cacá Silva
Das 18h às 19h – DJ Kacá
Das 19h às 20h – Alemão Do Cavaco
Das 21h às 22h – Delcio Luiz
Das 23h à 0h – Jorge Aragão

Ingressos gratuitos na plataforma Sympla

*Com informações da Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Foto: Leo Queiroz/Divulgação

Mapa do site Dúvidas frequentes