22 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
19/02/23 às 10h03 - Atualizado em 19/02/23 às 10h03

Rebu desfila no Parque da Cidade em defesa da diversidade e da paz

COMPARTILHAR

 

O sol abriu na tarde de sábado (18) e fez com que os foliões ocupassem a área do bloco Rebu, concentrado na Praça das Fontes, no Parque da Cidade Sarah Kubitschek. A formação carnavalesca nasceu em 2019, a partir da festa A Rebu, que estreou no ano anterior. Os anos seguintes garantiram diversas outras comemorações, e, atualmente, esse coletivo ocupa os espaços com o ativismo LGBTQIA+.

 

Este ano celebra o primeiro encontro do bloco com incentivo do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). De acordo com Loly Alves, uma das organizadoras do Rebu, essa foi a forma de manter a estrutura necessária para – como já dizia o poeta e cantor Sérgio Sampaio – “colocar o bloco na rua”, garantindo o pagamento de todos os envolvidos no grupo.

“Eu posso dizer, com toda certeza, que sem o apoio do FAC não seria possível [desfilar]”, afirma Loly. “Ter passado no processo para garantir a verba necessária fez com que essa festa linda pudesse ser realizada”. O bloco contou com a presença de artistas como Kika Ribeiro e Karla Testa e a DJ Ana Ximenes, que abriu a festa com muito funk e axé.

 

 Entre os participantes estão o casal de psicólogos Renata Silva e Emílio Silva. Para a festividade deste ano, a dupla se esmerou nos figurinos curiosos – como os que lembram cartas de baralho. Até terça-feira, haverá mais modelitos. “Optamos por ocupar blocos LGBTQIA+ e acreditamos que o Carnaval do DF está em uma construção belíssima, pela diversidade”, conta Renata.

Cerca de 40 empregos diretos foram criados para a organização completa do bloco. O espaço do desfile contou com policiamento, ambulâncias, vendedores ambulantes e tendas, reunindo mais de 2 mil pessoas que ficaram na festa até o som ser desligado, às 22h.

 *Com informações da Secec

Foto: Lázaro Mendes / Secec

Mapa do site Dúvidas frequentes