06 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
4/10/22 às 22h15 - Atualizado em 2/11/22 às 22h19

Oficina vai criar artesanato a partir de bitucas de cigarro recicladas

COMPARTILHAR

Brasília, 22 de setembro de 2022 – Um projeto apoiado pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) transformou mais de 87 mil bitucas de cigarro coletadas no Distrito Federal em massa celulósica para serem utilizadas em artesanato. A massa, desenvolvida com tecnologia patenteada pela Universidade de Brasília (UnB), é certificada pela ISO 14001 e os primeiros resultados serão apresentados nesta quinta-feira (22), às 16h, na oficina de arte da Casa da Cultura da América Latina, no Setor Comercial Sul.

Na oficina, uma professora da UnB vai ensinar pessoas em situação de rua a manusear a massa e fazer folha de papel para o artesanato. O projeto Poiato Recicla é a primeira usina de reciclagem de resíduos de cigarros do Brasil. Ele impacta na limpeza urbana, ajudando a diminuir o risco de descarte incorreto de bitucas de cigarro. “Essa tecnologia de reciclagem foi desenvolvida aqui em Brasília, na UnB, e espalhamos para o Brasil inteiro. Já tivemos a apresentação, a instalação das caixas, a coleta e agora vamos para a parte da ação”, explicou o idealizador do projeto, Marcos Poiato.

Para coletar as bitucas de cigarro, o projeto instalou 100 coletores no Plano Piloto, em locais como os Setores Comerciais e Hospitalares Sul e Norte

O SLU abriu espaço para exposição do projeto no Museu da Limpeza Urbana, no Venâncio Shopping. Para coletar as bitucas de cigarro, a empresa Poiato Recicla contou com o apoio do Instituto Lixo Zero e instalou 100 coletores no Plano Piloto, em locais como os Setores Comerciais e Hospitalares Sul e Norte.

Essas instalações foram fruto de acordo de cooperação entre a Administração Regional do Plano Piloto e a empresa, situada em Votorantim (SP). Funcionários da companhia coletaram as bitucas de cigarro, que foram transportadas para a cidade do interior de São Paulo. Lá foram transformadas em massa celulósica para uso em artesanatos e devolvidas ao DF, para serem utilizadas em projetos sociais como o do Instituto No Setor.

“O correto mesmo é não fumar, mas sabemos que esse hábito ainda é muito comum. Portanto, o que podemos fazer é incentivar que o descarte das bitucas seja no lugar certo. Com isso evitamos que elas sejam escoadas pelas bocas de lobo e contaminem nossos lençóis freáticos. Sem falar nessa incrível tecnologia genuinamente do Distrito Federal que pode ajudar na ressocialização de muitas pessoas”, explicou o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

Serviço

Oficina de arte com massa celulósica de bituca de cigarro
Local: Casa da Cultura da América Latina – Setor Comercial Sul, Quadra 4, Sala 106 – Edifício Anápolis
Hora: 16h

Fonte: Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes