19 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
3/09/19 às 10h22 - Atualizado em 3/09/19 às 13h50

Programa Jovem Candango completa cinco anos no Distrito Federal

Em comemoração aos cinco anos do Programa Jovem Candango, foram realizadas, nessa quinta-feira (29), duas sessões solenes no Auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O principal objetivo do programa é ampliar as oportunidades do primeiro emprego aos estudantes de 14 a 18 anos de idade, que estejam cursando as últimas séries do ensino Fundamental e Ensino Médio.

Presente ao evento, o vice-governador Paco Britto ressaltou que o programa é bem-sucedido. “Temos que pensar não apenas no presente, mas, também, no futuro desses adolescentes. Esse programa tem essa intenção: preparar o jovem para o mercado de trabalho, visando um futuro promissor, longe das ruas e da criminalidade”, pontuou.

Idealizador da Lei 5.216/2013, que cria o Programa Jovem Candango no Distrito Federal, o presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da CLDF, deputado distrital Agaciel Maia, explicou a iniciativa. “Os jovens têm a oportunidade de ingressarem no mercado de trabalho por meio de contratação em órgãos públicos do GDF, com carteira assinada, recebendo um salário mínimo, vale transporte e alimentação e os demais direitos trabalhistas”, destacou.

Para o deputado, a homenagem visa incentivar, reconhecer e motivar os alunos que se empenham no estudo e no trabalho, estimulando o processo de ensino e aprendizagem. Ele garantiu ainda que não só manterá o programa, mas que pretende ampliá-lo.

Paco Britto e Agaciel Maia entregaram simbolicamente certificados de Honra ao Mérito aos participantes do programa. Foram distribuídos 1.108 diplomas aos formandos das instituições Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi) e Obras Sociais do CEF Jerônimo Candinho.

“Que os empresários vejam com bons olhos e decidam por contratar e preparar esses menores aprendizes, pois o retorno, tenho certeza, será de benefícios para todos brasilienses”, valorizou Paco Britto. “Em nome do governador Ibaneis, afirmo que o Governo do Distrito Federal valoriza e possibilita essa oportunidade para os jovens aprendizes, a fim de que possam ingressar no mercado de trabalho – por meio de contratação nos órgãos públicos do GDF – com todos os direitos trabalhistas garantidos”, reforçou o vice-governador.

Jovens se despedem da Administração Regional do Plano Piloto

No dia seguinte às homenagens na CLDF, sexta-feira, 30/8, 17 jovens encerraram seu contrato de trabalho na Administração Regional do Plano Piloto. A administradora, Ilka Teodoro e o chefe de gabinete, Marcelo Salles agradeceram aos jovens o serviço prestado durante os 16 meses de trabalho no órgão e desejaram sucesso na nova jornada.

Ismeralda dos Santos Lira, servidora da Gerência de Pessoas (GEPES) da Administração ficou emocionada com a saída dos jovens. “Nós acabamos acompanhando um pouco da história de vida de cada um e nos apegamos”, disse.

Bianca Souza da Silva, jovem candanga da Assessoria de Comunicação disse que o trabalho na Administração foi uma oportunidade de crescimento. “Eu comecei no gabinete e pude aprender muito sobre atendimento ao público e na ASCOM auxiliei em outras atividades que gostei muito também”, disse.

Ana Kelly Sousa de Almeida, que colaborou na Assessoria Técnica (ASTEC), observou no programa Jovem Candango uma chance de se aproximar da profissão dos sonhos. “Eu já estagiava na COLIC, mas, como tenho o sonho de ser juíza, falei da minha vontade de trabalhar no setor jurídico da Administração”, contou. Ana Kelly conseguiu ter o seu pedido atendido no início do ano e trabalhou por três meses ao lado de advogadas. “Fiquei muito feliz porque pude acompanhar o trabalho da área e aprendi muito”, comemorou.

Texto: LUCÍOLA BARBOSA/Agência Brasília e Ramíla Moura/ASCOM – Administração do Plano Piloto
Fotos: Emanuelle Sena/ASCOM – Administração do Plano Piloto
Foto com vice-governador  Paco Britto: Vinícius de Melo/Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros